Playgirls

Sheyla Mell, um poderoso encanto do Brasil

Num cenário que convida ao calor, a brasileira Sheyla Mell despiu-se de preconceitos e falou dos seus sonhos e ambições.

Sheyla Mell é uma estreante nestas andanças mas com a PLAYBOY mostrou ter o à vontade de quem sabe o que quer da vida. A modelo conta-nos ainda os sonhos que tem, tanto aqui na terra como no espaço.

DATA DE NASCIMENTO: 18 de Outubro 1989

ALTURA: 1,62M

PESO: 62KG

PAÍS: Brasil

Diga-nos algo surpreendente sobre si?

Ninguém sabe, nem imagina, mas um dos meus sonhos é ser mãe.

Estava entusiasmada com a sessão fotográfica para a Playboy?

Sim, muito. Estou na minha melhor fase, mais madura, mais gostosa. Foi um ensaio diferente. Pela primeira vez senti-me livre a tirar a roupa para uma revista masculina, não sei se foi o lugar ou se foi o facto de estar a sentir-me tão bem comigo.

O que a inspira?

Sendo mulher, ao viver num mundo onde ainda há falta respeito e valor reconhecido, o que me inspira é a força que temos para seguir e como nos posicionamos frente ao mundo. Inspiram-me as mulheres que assumem o poder pelas suas mãos nas suas mais variadas profissões e modelos de vida.

Por que escolheu seguir a carreira de modelo?

Além de ser um sonho de criança, está diretamente relacionado com o facto de poder ter voz, de poder falar em nome de uma classe que ainda sofre com o preconceito. Claro que também escolhi pelo glamour da profissão,
não vou mentir, apesar do glamour passar bem longe da nossa realidade.

Quem admira na indústria da moda?

Se existe outra modelo no mundo mais importante que a Gisele Bündchen, eu não conheço. Ela não só abriu portas para que outras modelos brasileiras brilhassem em outros países, como também levou o nome do Brasil para fora. Além disso, o trabalho social que ela realiza em todas as áreas, a família linda que ela construiu, por tudo isso, a Gisele é uma referência.

Quais são os seus interesses?

São sempre os profissionais. Quero chegar ao lugar onde nenhuma outra modelo chegou. Se existe esse lugar eu não sei, mas estou a caminhar para tentar descobrir.

Indique três coisas que lhe faltam realizar da sua bucket list:

Conhecer todos os países do mundo, ir à lua e desfilar pela carpete vermelha dos Óscares.

Descreva-nos o seu encontro perfeito.

Para ser perfeito, o meu encontro tem que ser cheio de romantismo, de conquista, de cavalheirismo. Gosto de homem educado, daqueles que abrem a porta do carro.

Qual capital que mais gostaria de visitar?

Jerusalém. A Terra Santa, com todos os seus mistérios e fé.

Qual é o seu mantra?
– Amar, sempre.

Fotografia: Alex Ribeiro

Carregue aqui para ver mais fotos.