Man cave

O novo iPad dobra-se “como se fosse uma folha de papel”

A nova máquina da Apple foi sujeita aos habituais testes de resistência e revelou um problema grave.

Primeiro, o anúncio. Depois chegam os rumores. Eventualmente, as novidades são apresentadas oficialmente e, por fim, chegam às mãos dos youtubers que os testam ao limite. São quase sempre assim os primeiros meses de vida dos aparelhos eletrónicos, particularmente os da Apple, que são habitualmente escrutinados até ao mais pequeno pormenor. O último iPad Pro não foi exceção.

O youtuber JerryRigEverything é um dos utilizadores que testa até ao limite todos os dispositivos da Apple. E tal como os outros produtos da marca, o mais recente tablet foi parar à mesa repleta de isqueiros e facas. O novo iPad Pro – cujos preços elevados partem dos 909€ pela versão de 11 polegadas e dos 1.129€ na versão de 12,9 polegadas – apresentado a 30 de outubro chegou cheio de novidades: trouxe um display maior e com margens mais reduzidas, a introdução do Face ID, uma nova porta USB, um processador super-veloz e até uma nova caneta. Só que nem tudo correspondeu às expectativas.

No vídeo publicado no YouTube a 16 de novembro, todos os pequenos pormenores do tablet foram escrutinados, até ao momento em que JerryRigEverything decidiu experimentar a integridade estrutural da máquina. Antes de testar a resistência da estrutura do iPad, o youtuber notou que nas laterais existem dois pontos de pressão: o microfone de um lado e a zona de carregamento wireless da pen. Assim que tentou dobrar o tablet, a estrutura cedeu precisamente nesses dois pontos e o dispositivo dobrou-se a meio apenas com a força das mãos. “Um tablet do tamanho de uma folha de papel, dobra-se como uma folha de papel”, notou o youtuber.

O caso não é único na história da Apple, que teve que enfrentar um problema semelhante com o iPhone 6. Lançado em 2014, rapidamente os utilizadores começaram a notar que o aparelho se dobrava facilmente. Em alguns casos, bastava ter o aparelho no bolso das calças para que a integridade estrutural fosse afetada. O caso ficou conhecido como Bendgate.

A falta de resistência do iPad pode ser problemática, principalmente para um aparelho que muitas vezes é guardado em mochilas e pastas. E não é incomum que, em certos casos, alguém acabe por se sentar em cima de um tablet esquecido entre as almofadas do sofá lá de casa.