Desporto

NBA poderá voltar em finais de julho e ter a Disney como casa temporária

As duas empresas estão em conversações.

Foi a 11 de março que a NBA se juntou à já então crescente lista de competições desportivas suspensas na sequência do Covid-19. Na altura, a decisão surgiu após o primeiro caso confirmado na liga, de Rudy Gobert, dos Utah Jazz, que protagonizou um caricato episódio. De então para cá, os EUA tornaram-se o país com mais infetados e mortos no mundo inteiro. Agora, a NBA começa a delinear planos para voltar à competição e a Disney poderá dar uma ajuda.

No sábado, 23 de maio, a NBA confirmou que estava em conversações com a The Walt Disney Company para um regresso que poderia ser já em finais de julho. Explica a “Variety” que em causa está o ESPN Wide World of Sports Complex, um vasto complexo desportivo que a Disney detém junto a Orlando, na Florida.

Este espaço poderia ser uma espécie de casa para a competição, permitindo alojar equipas ao mesmo tempo que funcionaria como centro de treinos e principal palco de jogos.

Saliente-se que Florida foi dos primeiros estados norte-americanos a reabrir portas a eventos desportivos. A UFC realizou por lá três eventos consecutivos, incluindo o UFC 249, embora tivessem sido todos à porta fechada para evitar aglomerações de pessoas. O regresso da NBA em julho permitira fechar ainda este ano a época regular.

A NFL, entretanto, tem planos para retomar em setembro. Na Europa, a Bundesliga foi a primeira de diferentes ligas de futebol europeias a começar, entre os quais a I Liga, que regressará a 4 de junho.

Os EUA contam com perto de 1,7 milhões de infetados com o novo coronavírus e já têm quase cem mil mortos.