Desporto

Ibrahimovic voltou, jogou 15 minutos e já bateu mais um recorde

Diziam que estava acabado para o futebol. Ele discordou.

Apenas mais um dia nornal na vida de Zlatan.

Zlatan Ibrahimovic voltou a fazer história esta quarta-feira à noite, 22 de novembro, ao tornar-se no primeiro futebolista a jogar por sete equipas diferentes na Liga dos Campeões. O feito torna-se ainda mais relevante se considerarmos que o avançado teve uma lesão gravíssima no joelho na temporada passada, sendo que muitos anunciaram o fim da carreira do sueco.

Depois dos primeiros 15 minutos nesta temporada, na receção ao Newcastle United, Ibrahimovic foi lançado por José Mourinho para os últimos minutos do encontro frente ao Basileia, mas não conseguiu impedir a derrota do United, que sofreu um golo já perto dos 90′. 

O jogador de 36 anos passou, assim, a deter mais um recorde, superando os números de Javier Saviola e de Nicolas Anelka, ambos com seis. O argentino ouviu o hino da Champions pelo Barcelona, Mónaco, Real Madrid, Benfica, Málaga e Olympiakos, e o francês representou o Arsenal, Real Madrid, Paris Saint Germain, Fenerbahçe, Chelsea e Juventus.

Regressando a Ibrahimovic, o sueco estreou-se com o Ajax em 2002-03 e, num jogo frente ao Olympique de Lyon, marcou dois golos, sendo o primeiro uma jogada absolutamente espetacular.

As boas exibições do avançado levaram a Juventus a avançar para a sua contratação e o clube rapidamente percebeu que a escolha tinha sido acertada. Frente ao Rapid de Viena, Ibra demonstrou que os remates de primeira eram com ele.

Em 2006/07 trocou Turim por Milão para vestir a camisola do Internazionale. Mas os golos só vieram na temporada seguinte. A estreia a marcar aconteceu frente ao CSKA de Moscovo e logo por duas vezes.

Os ares milaneses cansaram Ibrahimovic, que aceitou o desafio proposto pelo Barcelona em 2009, por valores próximos dos 70 milhões de euros. O desentendimento com Pep Guardiola fê-lo abandonar a Catalunha no final da temporada, mas o sueco esteve com Messi o tempo suficiente para marcar quatro golos na Champions, dois deles ao Arsenal, precisamente em Londres.

Terminada a ligação com os catalães, o carismático ponta de lança regressou a Milão, mas desta vez para representar o rival do seu antigo clube, o AC Milan. E como com Zlatan é sempre a dobrar, na estreia frente ao Auxerre marcou um par de golos.

Os italianos despediram-se de Ibrahimovic em 2012, ano em que se mudou para Paris e também para conquistar tudo o que havia para ganhar, com exceção da Champions. Em 2013/14 bateu o seu recorde de golos marcados na competição (10) e foi contra o Anderlecht que fez o seu primeiro poker na competição. Avisamos já que o terceiro golo é absolutamente incrível.

Agora no Manchester United, Ibrahimovic ainda não conseguiu voltar a marcar, mas contas feitas, só tem apenas 15 minutos de jogo. A dúvida não é se vai marcar, mas quando é que vai fazer outro daqueles golos incríveis que só ele sabe fazer. Estamos à espera, Ibra.