Atualidade

Penélope Cruz volta a ser a musa de Pedro Almodóvar

Vai ser a oitava vez que a atriz trabalha com o realizador. Uma dupla espanhola de sucesso.

Se não há uma sem duas, nem duas sem três, também não há razão para não haver uma sétima vez sem uma oitava. É que é mesmo este o número de colaborações que Penélope Cruz e Pedro Almodóvar vão completar.

Depois de “Dor e Glória”, de 2019, o realizador espanhol viu-se como tantos mais confinado à sua casa. E continuou a trabalhar. Deste período de confinamento nasceu o argumento de “Madres Paralelas”, filme que será a sua próxima longa-metragem, e que voltará a contar com a sua atriz de eleição.

Entre o drama e algum humor, como é marca de vários filmes do realizador, a história que aí vem vai focar-se em duas mulheres que dão à luz no mesmo dia e que têm percursos paralelos. A produção poderá começar ainda este ano, caso o Covid-19 não volte a trocar as voltas