Bem-estar

9 alimentos ricos em gordura que pode (e deve) comer — eles não engordam

Se está a tentar emagrecer e privilegia apenas os produtos light e integrais, está a perder vários benefícios.
Moderação é a solução.

Gordura deve estar no top 3 das palavras mais aterrorizantes do mundo. Resultado: decidimos manter o máximo de distância possível. Por outro lado, damos prioridade apenas a alimentos light e integrais. E, adivinhe: está a fazer tudo errado.

A alimentação deve ser variada e equilibrada, pelo que não podemos eliminar totalmente um nutriente, incluindo a gordura.

“Ela pode e deve ser inserida no nosso dia a dia, desde que com moderação. É claro que nem todas as gorduras são boas, por isso o importante é saber escolher as melhores fontes e consumir cada uma na quantidade certa“, recomenda a nutricionista Bárbara de Almeida Araújo.

Há apenas um tipo de gordura que deve evitar: a saturada. Ela está presente, sobretudo, em produtos de origem animal e o seu consumo excessivo está associado ao aumento do risco de acidente vascular cerebral, alguns tipos de cancro e outros problemas de saúde.

Por outro lado, as gorduras monoinsaturada e polinsaturada, como ómega 3, 6 e 9, presentes em produtos de origem vegetal, são fundamentais para o bom funcionamento do organismo. Porquê? Ajudam na redução do colesterol, no desenvolvimento cerebral e na diminuição da inflamação.

Há mais um benefício, talvez inesperado, no consumo destes tipos de gordura: aumentam a sensação de saciedade, podendo ajudar na perda de peso.

Porém, de acordo com a autora do blogue “Manias de Uma Dietista“, apesar de serem saudáveis e aliados no processo de emagrecimento, não devem ser consumidos em excesso.

“Não nos podemos esquecer que também têm calorias (um grama de gordura fornece nove calorias). Portanto, se abusarmos, é claro que podem engordar. Moderação é a chave de tudo”, destaca.

Carregue na galeria para saber quais são os nove alimentos ricos em gordura boa que pode (e deve) comer.