Barba e camisa

O novo G-Shock é à prova de quase tudo

É feito em carbono, está apto para mergulho e dá para ligar ao smartphone. Corra: é uma edição limitada.

Os homens mais aventureiros precisam de relógios que acompanhem a sua bravura e a G-Shock já nos habituou a modelos assim, robustos e musculados. O mais recente membro da gama Gravitymaster tem tudo aquilo de que precisa e promete durar uma vida inteira.

A Casio, através da G-Shock, aposta quase sempre em peças resistentes e esta não é uma exceção. No entanto, e apesar do aspeto pesado e agressivo, o novo GWRB1000X-1A é leve e resistente. Isto deve-se ao facto de a caixa ser feita de uma mistura especial de resina de carbono e epóxi e contar com 52 capas de fibra de carbono. O vidro é de safira com tratamento antirrisco, o que ajuda a que o relógio seja praticamente inquebrável.

Os componentes de titânio aliam-se à resistência da caixa para criar um modelo que resiste a qualquer tipo de vibração, choque ou força centrífuga a que, por exemplo, os pilotos estão sujeitos. Por outro lado, a autonomia é reforçada pelo aproveitamento da luz solar como fonte de energia.

O novo G-Shock é à prova de quase tudo

Quanto às funções, além de horas, minutos, segundos e cronómetros, o novo G-Shock tem alarme, calendário e liga-se ao smartphone e à mesma app da marca, já disponibilizada nos modelos anteriores, através de Bluetooth. Resiste à água até 200 metros.

O aspeto exterior mistura detalhes em preto, vermelho e dourado. A bracelete é também em carbono.

O novo G-Shock GWRB1000X-1A é uma edição limitada, custa cerca de 890,07€ e pode comprá-lo no site e nas lojas da marca ou através da Amazon.