Atualidade

Não desespere. Vêm aí mais séries inspiradas no universo de “A Guerra dos Tronos”

A HBO já está a gravar o episódio-piloto de uma prequela que desvenda a história de Westeros – e há pelo menos mais três em desenvolvimento.

“A Guerra dos Tronos” não é apenas a série mais mediática da última década. É provavelmente o maior fenómeno da cultura pop de uma geração, conquistou milhões de fãs, pais deram nomes das personagens a filhos e frases entraram à força no léxico de diversos países. “You know nothing, Jon Snow”.

É natural que com o fim da saga – o último episódio foi transmitido este domingo, 19 de maio –, muitos fãs fiquem com um vazio por preencher na sua vida. Para os mais distraídos, temos uma boa notícia: há spinoffs de “A Guerra dos Tronos” que irão pegar em pontos do universo criado por George R.R. Martin em “As Crónicas de Gelo e Fogo” e desvendar o passado longínquo de Westeros.

A HBO não avança com grandes detalhes, mas há pelo menos uma série já encomendada e outras quatro prequelas em desenvolvimento. A nova série, a única com confirmação oficial, ocorre 10 mil anos antes dos acontecimentos que lançam “A Guerra dos Tronos”,

Em junho de 2018, quando a HBO encomendou o episódio piloto, Martin dirigiu-se aos fãs através do seu blogue com a intenção de aumentar as expetativas. “Antes de mais: quaisquer que sejam as vossas personagens preferidas, esqueçam-nas. Não estarão presentes para esta”, cita a “Vox”.

No que toca à história, poucos mais detalhes foram divulgados, embora já haja uma lista de atores que irão interpretar as personagens, sejam elas quais forem. No lugar de estrela do elenco está Naomi Watts – “Mulholland Dr.”, “Twin Peaks” ou “King Kong” –, que vai interpretar “uma carismática nobre que esconde um segredo bastante obscuro”.

Não desespere. Vêm aí mais séries inspiradas no universo de "A Guerra dos Tronos"
Watts é o nome mais forte do elenco da primeira prequela

Na restante lista há poucos destaques, embora se saiba que inclui nomes como Rita skeeter, Miranda Richardson, Marquis Rodriguez, John Simm, Richard McCabe, John Herrernan, Dixie Egerickx, Josh Whitehouse, Naomi Ackie, Denise Gough, Jambie Campbell Bower, Sheila Atim, Ivanno Jeremiah, Georgie Henley, Alex Sharp e Toby Regbo.

Em termos históricos do universo de Martin, esta prequela deverá centrar-se na decadência do mundo durante a Idade de Ouro dos Heróis até chegar à sua hora mais sombria. Foca-se nos horríveis segredos da história de Westeros, na verdadeira origem dos White Walkers e nos Filhos da Floresta, nos mistérios do Oriente e na lenda dos Stark. Mas os produtores já avisaram que não é a história que achamos que sabemos.

“Não há Porto Real. Não há Trono de Ferro. Não há Targaryens – Valyria mal começou a formar-se com seus dragões, assim como o grande império que se construiu”, revelou Martin à “Entertainment Weekly”. Acrescenta que haverá um mundo diferente e mais antigo. “Esperamos que isso seja a parte divertida da série”.

O episódio piloto, co-escrito por George R.R. Martin e Jane Goldman, será realizado por S.J. Clarkson – que também será produtora executiva ao lado de Martin –, conhecida pelo seu trabalho em séries da Netflix como “Jessica Jones”, “Os Defensores” e “Orange is the New Black”.

Embora a série épica tenha chegado ao fim, o autor dos livros a partir dos quais a saga foi adaptada ainda está a escrever o seu final. O escritor chegou a ser convidado pelos produtores da série para fazer uma breve aparição na oitava temporada, mas recusou por estar concentrado a finalizar sexto livro da saga..

Embora os primeiros rumores tenham indicado que o primeiro spinoff poderia receber o título de “The Long Night”, o nome sugerido é agora “Bloodmoon”, apesar de nada estar oficialmente confirmado. O jornal britânico “The Sun” avançou que o episódio piloto começou a ser gravado na Irlanda do Norte no início de maio e, portanto, será demasiado cedo para definir uma data de lançamento. Se a série for mesmo para à frente é provável que estreie em 2021.

Há vida além desta prequela. Conforme revelamos em cima, cinco spinoffs foram desenhados e embora só um esteja em fases avançadas e outro já tenha sido descartado, há três projetos que podem eventualmente avançar. “Começámos com quatro e eventualmente chegámos aos cinco. Um deles já foi arrumado pelo que me disseram e, claro, o piloto da Jane [Goldman]. Isso não significa que os outros [spinoffs] estejam mortos. Mais três prequelas de ‘A Guerra dos Tronos”, que acontecem em períodos diferentes com personagens e narrativas distintas, continuam em desenvolvimento. E pelo que me é dado a entender, tudo indica que será filmado pelo menos mais um piloto, e talvez mais do que um, algures nos próximos anos. Temos um mundo e dezenas de milhares de anos de história para brincar. Mas isto é televisão, nada é certo”, escreveu Martin o no seu blogue.